99 segue Uber e adota gravação de áudio em viagens

As empresas de aplicativos de transporte têm feito iniciativas para aumentar a segurança dos usuários. Na semana passada, a Uber divulgou dados sobre casos de assédio e acidentes de trânsito. Agora, a 99 anunciou novos recursos, como o que permite gravar o áudio em viagens.

Assim como a Uber, a 99 permitirá que passageiros e motoristas gravem o que acontece dentro do carro para compartilhar o material com terceiros se acharem necessário. De acordo com a empresa, o recurso será liberado para todos ainda este mês.

O serviço também oferecerá a opção 99 Mulher para as motoristas atenderem somente a passageiras. A função tem o objetivo de levar mais segurança às parceiras da empresa. A plataforma ainda ganhará a opção de bloquear pessoas específicas e, assim, evitar que se reencontrem em viagens futuras.

Outra mudança a ser implementada na plataforma passa a preencher o perfil do passageiro com o nome registrado no CPF para facilitar a identificação pelos motoristas. Por fim, a empresa passará a fazer uma verificação aleatória de identidade e pedirá que alguns passageiros tirem uma foto antes de iniciarem a viagem.

A 99 ainda divulgou um manifesto para convidar passageiros e motoristas a colaborarem com a proteção no serviço. O texto lembra da importância de ações como verificar dados do veículo, manter o cadastro atualizado e avaliar a viagem.

O manifesto afirma que a plataforma conecta 20 milhões de pessoas, sendo 600 mil motoristas, em cerca de 1.600 cidades brasileiras. E lembra que, de todas as viagens realizadas no serviço, 99,99% terminam sem nenhum problema.

“Mas não estamos tranquilos com esse número e vamos nos manter dedicados em sempre promover mais proteção antes, durante e depois das corridas”, afirma o diretor de segurança da 99, Thiago Hipólito.

Dos problemas relatados na plataforma, 67% dos envolvem agressões verbais, que, na avaliação da 99, “poderiam ser evitados se o respeito ao outro tivesse prevalecido”. O manifesto também aponta ações adotadas pela empresa para coibir a ação de pessoas que usam o serviço para praticar crimes.

A empresa conta com uma equipe de 150 especialistas em tecnologia, engenharia, psicologia e segurança pública. Além disso, seus sistemas combinam algoritmos e inteligência artificial para realizar checagens de passageiros e motoristas.

Como parte de seu manifesto, a 99 realizará campanhas de conscientização por meio da internet, de seu aplicativo e de profssionais que atuam nas 35 Casas99, centros em diversas cidades com capacidade para atender, ao todo, 10 mil pessoas por dia.

99 segue Uber e adota gravação de áudio em viagens

Recommended Posts