Apple perde para Samsung em vendas de smartphones com telas OLED

Ontem (26/12), comentamos uma pesquisa da Counterpoint Research que coroava (oficialmente) o iPhone XR como o smartphone mais popular do ano. Enquanto esse modelo (que é equipado com uma tela LCDnova publicação da firma, a Apple perdeu a liderança do ranking de vendas de dispositivos com telas OLED (ou derivadas dela, como a AMOLED

A Samsung continua sendo a principal fornecedora de smartphones [com telas OLED], no entanto, todas as marcas líderes lançaram seus flagships em 2019 com displays OLED ou AMOLED. Fabricantes chinesas como a Huawei, a OPPO, a Vivo e a Xiaomi agora adotaram painéis AMOLED em seus aparelhos intermediários (que vão de US$300 a US$500) para diferenciar seus produtos.

Com isso, a CR infere que o crescimento da implementação de telas AMOLED em dispositivos intermediários será notável, e que as vendas de dispositivos equipados com essa tecnologia deverão ultrapassar 600 milhões de unidades até o fim de 2020 — um crescimento de 46% em relação às vendas deste ano.

Embora o OLED seja a escolha preferida das marcas de smartphones, ainda existem alguns obstáculos que atrasam a adoção em massa desse tipo de display, como a capacidade de produção. Atualmente, somente a Samsung toma conta de quase 90% da fabricação total desses painéis no mercado.

Apesar disso, outras fabricantes como a BOE, a Tianma e a CSOT estão em transição rápida — mas poderão levar algum tempo para atingirem um bom volume. Além disso, a maioria das outras marcas de smartphones de entrada (que custam menos de US$200) continuarão usando telas LCD. Justamente por isso, a “popularização” do OLED em smartphones não deverá ocorrer nos próximos anos.

Até o momento, os rumores acerca da próxima geração de iPhones se desencontram quanto ao número e o material dos displays. Enquanto há a possibilidade de que a companhia lance quatro modelos (todos eles com telas OLED), também é esperado que o line-up da Maçã continue como é hoje: apenas os flagships sendo equipados com telas OLED — que, inclusive, poderá ganhar uma boa melhoria em 2020. Veremos…

via Gizmochina

Recommended Posts