Apple registra patente de telefone dobrável que não deixa marcas na tela

Os telefones dobráveis estão com tudo. Eu diria que o mercado ainda está em fase de prototipagem e que nós, usuários, somos apenas cobaias dessas grandes fabricantes. Mas o fato é que a Samsung já começou a vender o Galaxy Fold até mesmo no Brasil — o primeiro lote (quantidade não divulgada) já acabou e a empresa colocou no ar mais uma leva de aparelhos por módicos R$13.000.

Huawei, Motorola e outras já arregaçaram as mangas para apresentar suas soluções, e a pergunta que muitos clientes da Apple fazem é: será que a Maçã pretende lançar algo assim? A resposta, por enquanto, só os executivos da empresa têm, mas isso não impede a companhia de já registrar patentes envolvendo criações de telefones dobráveis.

Patente da Apple cobrindo tela dobrável

Nesta semana, a Apple registrou uma patente (#10.551.880; no Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos) que cobre um dispositivo dobrável com um mecanismo de dobradiça exclusivo, utilizando abas móveis para ajudar a evitar que o display seja danificado ao ser dobrado.

A ideia é que o mecanismo da dobradiça garanta uma separação adequada entre a primeira e a segunda parte da tela. Quando o dispositivo é desdobrado, as abas móveis se estendem para cobrir a lacuna; quando dobrado, elas se retraem.

Patente da Apple cobrindo tela dobrável

Tal mecanismo evitaria os vincos visíveis em aparelhos como o Galaxy Fold e o Mate X (da Huawei), por exemplo. O novo Razr dobrável (da Motorola) tenta evitar esse problema com um design de dobradiça exclusivo.

Este é o som da dobradiça na dobra do Razr. Não parece bom. A dobradiça também parece frágil e barata para um telefone de US$1.500. O representante dessa loja disse que tinha medo de usá-lo.

O problema é tal mecanismo não parece ser muito resistente — sem falar no problema de poeira entrando por baixo da dobradiça:

😥 Definitivamente a poeira está ficando atrás dessa tela através dessa entrada. Os reviews de longo prazo serão interessantes. #MotorolaRAZR

Minha opinião é que tal mercado ainda é muito incipiente e que a Apple vai esperar um bom tempo para ver se ele realmente vingará. Essa, contudo, não foi a primeira nem será a última patente registrada pela companhia cobrindo o assunto.

Quais as vossas apostas?

via MacRumors

Recommended Posts