Apple Silicon: leaker fala em chips “multiplicáveis” e no fim dos MacBooks Air/Pro de 13″

Após anos de especulações, a Apple detalhou oficialmente, na última WWDC, os planos da transição dos chips Intel para processadores próprios no Mac. O projeto, conhecido como Apple Silicon, já teve várias de suas dúvidas explicadas pelos engenheiros da Maçã, mas ainda gera diversas questões acerca do futuro da linha.

Obviamente, ninguém além da própria Apple pode responder, mas é possível confabular sobre elas. E foi exatamente o que fez o jornalista J. Glenn Künzler, escrevendo para o site do leaker Sonny Dickson: ele reuniu informações que obteve nos últimos meses de suas fontes dentro da cadeia de desenvolvimento da Maçã e juntou-as, num artigo publicado hoje, com impressões próprias que tem sobre o futuro dos Macs.

Para começar, Künzler ratifica os rumores de que os chips da Apple estrearão (para o público geral) no iMac e no MacBook Pro de 13 polegadas. Segundo ele, esses são produtos de nível médio, o que facilita o processo — uma vez que, com eles, a Apple poderá estabelecer um “nível médio de performance” e, a partir dele, adaptar seus chips para dispositivos de entrada ou máquinas mais potentes, como o MacBook Pro de 16″ ou mesmo o Mac Pro.

Sobre essa adaptação, o jornalista tem uma informação interessante — embora no próprio artigo ele note que trata-se de algo ainda menos certo. Segundo os rumores, a Apple não desenvolverá múltiplas versões do mesmo chip em um determinado ciclo porque seus processadores poderão ser “multiplicáveis”.

Ou seja, em um determinado ano em que o MacBook Pro de 13″ tenha o chip “X”, a Apple não precisaria desenvolver um chip “Y”, mais poderoso, para o modelo de 16″; em vez disso, a empresa simplesmente colocaria múltiplos chips “X” dentro da máquina maior, ampliando proporcionalmente sua velocidade e poder de processamento.

A “multiplicação dos chips” traria um efeito colateral positivo, segundo Künzler: a simplificação da linha de Macs. O jornalista aposta que a Apple, com a capacidade de criar um novo MacBook fino e leve como o atual Air e poderoso como o atual Pro de 13″ (ou mais), fará exatamente isso: juntará os dois em um produto só, chamado simplesmente de “MacBook”. Com isso, a linha teria simplesmente um MacBook, de 13 (ou 14) polegadas, e um MacBook Pro, de 16″.

Conceito de novo iMac
Conceito de novo iMac

O artigo considera também a possibilidade da Apple fundir o iMac com o iMac Pro — e sobre o tudo-em-um, inclusive, Künzler reitera os rumores de que veremos uma atualização da máquina em breve. Segundo ele, o modelo menor passará a ter um painel de 23″ ou 24″, enquanto o maior poderá chegar a 32″, tudo por conta da diminuição drástica das bordas.

Obviamente, nada escrito no artigo pode ser tomado como verdade absoluta: todas essas supostas mudanças ainda estão em fase de planejamento em Cupertino e estão, portanto, sujeitas a alterações drásticas. Ainda assim… faz sentido, não?

Recommended Posts