Apple teria desistido de lançar backup do iCloud criptografado de ponta a ponta por pressão do FBI

Uma nova reportagem da Reuters informa que a Apple planejava implantar uma versão criptografada de ponta a ponta do backup do iCloud, mas desistiu da empreitada após uma suposta oposição do FBI1.

De acordo com a matéria, a Maçã estaria trabalhando no recurso há mais de dois anos, até o FBI “levantar algumas preocupações”. Ainda segundo a Reuters, um ex-funcionário anônimo disse que a Apple encerrou o projeto “por razões que você pode imaginar”.

Mais do que isso, ele afirma que a empresa decidiu que não iria mais “cutucar o urso” — e se nós juntarmos os pontos corretamente, podemos inferir que tudo isso se refere ao (histórico) embate travado entre a gigante de Cupertino e a agência americana sobre o desbloqueio de iPhones usado em investigações, a exemplo do recente caso do atirador de Pensacola.

Ademais, a matéria aponta que dois funcionários do FBI disseram que a Apple estava “convencida” pelos argumentos da agência de segurança de que os backups forneciam “evidências vitais em milhares de casos”.

Atualmente, a Apple armazena backups do iCloud criptografados, mas não de ponta a ponta. Isso significa que a chave para descriptografar tudo está nas mãos da Maçã. Em suma, isso significa que se a empresa for intimada a fornecer algum dado de um usuário, ela deverá ceder todas as informações armazenadas no iCloud.

Essa questão, entretanto, tem ainda mais implicações: enquanto o iMessage possui criptografia de ponta a ponta, as conversas armazenadas em um backup do iCloud não têm — e isso não seria assim se o backup fosse criptografado dessa mesma maneira. Essa “brecha” já foi pauta de grupos de segurança e privacidade digital, como a Electronic Frontier Foundation (EFF), a qual solicitou à Apple que “efetivasse” a criptografia de backups do iCloud.

À parte dos fatores que colaborariam com o FBI numa possível investigação, o ex-funcionário anônimo da Maçã disse, ainda, que outros motivos podem ter levado a Apple a abandonar a iniciativa, como o medo de os usuários habilitarem acidentalmente os backups criptografados do iCloud e perderem sua senha depois – o que os impediria de acessá-los.

Nem a Apple, nem o FBI, responderam aos questionamentos da Reuters. Sendo assim, não se sabe exatamente quando a companhia abandonou os planos de criptografia do iCloud, mas certamente teremos mais detalhes desse caso em breve.

via 9to5Mac

Recommended Posts