Apple TV+ terá limitações em download de conteúdo e streaming simultâneo

Imagem oficial: https://www.apple.com/newsroom/2019/03/apple-unveils-apple-tv-plus-the-new-home-for-the-worlds-most-creative-storytellers/

” data-medium-file=”https://zazo.com.br/wp-content/uploads/2019/08/25-apple-tvplus-4-600×384.jpg” data-large-file=”https://macmagazine.uol.com.br/wp-content/uploads/2019/03/25-apple-tvplus-4-1260×806.jpg”>

O Apple TV+ está em vias de ser lançado e já sabemos mais ou menos o que podemos esperar dele nesses meses iniciais, mas vários detalhes menores sobre ela ainda estão faltando. Hoje, o MacRumors publicou duas prováveis informações sobre a plataforma de conteúdo original da Maçã — que, apesar de não tão boas, não deixam de ser esperadas.

Analisando trechos de código encontrados no macOS Catalina, a equipe do site descobriu que, aparentemente, a Apple planeja permitir o download de conteúdo da plataforma, para que você assista a séries e filmes em modo offline. Até aí, ótimo (e esperado); por outro lado, parece que a Maçã limitará esses downloads.

Por exemplo: se você tiver o mesmo episódio de uma série baixado em muitos dispositivos, em um certo ponto, ao tentar baixá-lo novamente, o sistema avisará que você deve apagá-lo de algum dos seus outros aparelhos antes de fazê-lo. Há, também, um limite global de downloads que você pode realizar por mês — mas ainda não se sabe que limite é esse.

As mensagens encontradas no sistema também indicam que a Apple implementará um limite de streamings simultâneos — isto é, uma quantidade máxima de dispositivos conectados à mesma assinatura assistindo ao Apple TV+ ao mesmo tempo. Isso é muito comum: a Netflix, por exemplo, baseia seus planos na quantidade de telas que podem transmitir seu conteúdo simultaneamente. Não há informações, entretanto, de quantos usuários a Apple permitirá assistindo aos seus filmes e séries ao mesmo tempo.

Como estamos tratando de informações baseadas no código de um sistema ainda em fase beta, é sempre possível que a Apple mude tudo isso de última hora; de qualquer forma, parece que estamos diante de um indicativo de como as coisas funcionarão com o Apple TV+ — que, se os rumores estiverem corretos, custará US$10 por mês e será lançado em novembro nos países iniciais. Aguardemos.

Recommended Posts