CEO da Samsung diz que atraso do Galaxy Fold foi “embaraçoso”

A Samsung parece estar finalmente pronta para falar sobre os defeitos do Galaxy Fold. Lançado em fevereiro, o celular dobrável apresentou falhas na tela que forçaram a companhia a cancelar todas os pedidos em pré-venda.

Em encontro com jornalistas, o CEO da Samsung, DJ Koh, admitiu ter apresentado o Galaxy Fold antes da hora. “Foi constrangedor”, disse sobre a situação, segundo o The Independent. Para o executivo, o aparelho foi lançado “antes que estivesse pronto”.

“Admito que deixei algo passar no celular dobrável, mas estamos em processo de recuperação”, disse. A declaração de Koh indica que, quatro meses após seu lançamento, o modelo anunciado por US$ 1.980 ainda não está pronto para chegar ao mercado.

De acordo com o executivo, a Samsung tem “mais de 2 mil dispositivos sendo testados agora em todos os aspectos”. Ele informa que um “teste em massa está em andamento” após a definição de todos os problemas do Galaxy Fold, inclusive com ajuda de quem realizou reviews do aparelho.

Agora, o plano da companhia é oferecer uma atualização sobre o Galaxy Fold “no devido tempo”. Sem dar uma previsão para um novo anúncio, Koh pediu “um pouco mais de tempo” para os interessados no smartphone.

Apesar de todos os problemas, a decisão de aguardar a chegada do Galaxy Fold é compreensível. Afinal, o smartphone tem, entre as especificações, 12 GB de RAM e 512 GB de armazenamento, além das telas de 7,3 polegadas e 4,6 polegadas. Resta “apenas” saber quando ele estará disponível.

CEO da Samsung diz que atraso do Galaxy Fold foi “embaraçoso”

Recommended Posts