Coronavírus: Apple implementa limites de compra em suas lojas online e fará doação pra Itália

E cá estamos nós com mais um giro de notícias sobre os efeitos profundos da pandemia do Coronavírus (COVID-19) ao redor do mundo. Vamos lá, então.

Limites de compra

As Apple Online Stores ao redor do mundo passaram a implementar limites de compra em alguns dos seus produtos mais populares — entre eles, todos os iPhones à venda, além dos novos MacBooks Air, iPads Pro e Macs mini (nos locais onde eles já estão disponíveis, claro).

No caso dos iPhones, a Apple está permitindo no máximo a aquisição de dois aparelhos na mesma compra; para os demais dispositivos, o limite varia de acordo com o aparelho — no caso dos iPads Pro, são quatro.

Limite de compra pro iPad Pro

A limitação foi aplicada primeiramente em algumas Apple Online Stores da Ásia; posteriormente, ela foi expandida para todas as operações online da Maçã ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

Em alguns países, um aviso explícito sobre os limites aparece no carrinho do usuário antes da finalização da compra; no caso do Brasil, não há aviso nenhum, mas os limites estão ativos — basta tentar fazer a compra de múltiplos iPhones e conferir que só é possível adicionar dois deles ao carrinho.

As medidas parecem ser uma forma de conter uma possível escassez nos estoques da Maçã. Como bem se sabe, a situação na China (onde a maioria dos produtos da empresa é fabricada) já está voltando ao normal, mas depois de meses de quarentena e medidas emergenciais, é possível que a empresa ainda venha a sentir o baque das paralisações.

Doação para a Itália

Enquanto o País da Muralha já vai reencontrando a normalidade, a Itália é, neste momento, o país mais profundamente afetado pela pandemia do COVID-19. Recentemente, o número de mortes causadas pelo Coronavírus no país superou a contagem da China — que tem população 23x maior, é bom lembrar.

Para ajudar nas medidas de contenção e atendimento aos afetados, Tim Cook anunciou no Twitter que a Apple fará uma “doação substancial” à Itália:

Agora, é mais importante que nunca ajudarmos uns aos outros. Fizemos uma doação substancial, incluindo provisões médicas, à Protezione Civile da Itália, para ajudar os socorristas, profissionais médicos e voluntários trabalhando incessantemente para proteger e salvar vidas. Estamos todos juntos, Itália.

Essa, inclusive, não é a única ação de apoio anunciada por Cook. Ontem mesmo, o CEO1 disse no Twitter que a Apple “apoiaria” a Silicon Valley Strong, iniciativa pública do Vale do Silício que pretende ajudar nos esforços de contenção do Coronavírus, além de fortalecer os pequenos negócios locais.

O Vale do Silício é o nosso lar e nós sabemos que, nas próximas semanas, teremos desafios nunca vistos para os muitos pequenos negócios da nossa comunidade. Nós apoiaremos a Silicon Valley Strong para ajudar nossos vizinhos a superar essas situações inéditas.

Boas novas em meio ao caos, portanto.

“Beastie Boys Story” nos cinemas adiado

Por fim, a Apple resolveu adiar a estreia de “Beastie Boys Story” nos cinemas. O documentário dirigido por Spike Jonze (“Her”) estrearia em circuito limitado em alguns cinemas IMAX dos Estados Unidos a partir do próximo dia 2, mas a Maçã adiou indefinidamente as sessões em meio ao cenário — boa parte dos cinemas do país estão fechados, afinal de contas.

A informação foi confirmada ao Deadline por um porta-voz da IMAX:

Nossa maior prioridade é a saúde dos nossos clientes e empregados, bem como das suas famílias e comunidades. Por conta da pandemia do COVID-19 e do fechamento de cinemas por todo o país, nós decidimos adiar o lançamento de “Beastie Boys Story” nos cinemas para uma data posterior, que será anunciada assim que possível.

Apesar disso, o lançamento do documentário no Apple TV+ está mantido e acontecerá no dia 24 de abril. Ainda bem — mais um conteúdo para quem está em casa!

via MacRumors, 9to5Mac

Recommended Posts