Grupo religioso pede para Netflix cancelar Good Omens da Amazon

Mais de 20 mil pessoas exigiram que a Netflix cancele imediatamente a série Good Omens, baseada no livro de Terry Pratchett e Neil Gaiman, que conta a história de um anjo e um demônio que se unem para impedir o apocalipse e a vinda do anticristo. O grupo Return to Order diz que “este é mais outro passo para fazer o satanismo parecer normal, leve e aceitável”. O problema: a série é do Amazon Prime Video.

O abaixo-assinado diz que Good Omens “zomba da sabedoria de Deus” em diversas maneiras: o anjo Aziraphale e o demônio Crowley são bons amigos; o anticristo é retratado como um garoto normal que não quer seguir a missão de destruir o mundo; grupos de “freiras” satânicas cuidam do anticristo; os quatro cavaleiros do apocalipse são retratados como um grupo de motociclistas; e, o pior de tudo, Deus é dublado por uma mulher.

Por isso, o grupo pedia que a Netflix cancelasse Good Omens. Há dois problemas nisso: esta é uma minissérie de seis episódios que conclui a história do livro, então a chance de uma segunda temporada é pequena — ela já está basicamente “cancelada”. E, em segundo lugar, a minissérie é da Amazon.

Isso não impediu o grupo de continuar recolhendo assinaturas contra a série. O abaixo-assinado saiu do ar e voltou com as devidas correções, dizendo: “devido a um descuido por parte da equipe do Return to Order, esta petição listou originalmente a Netflix como responsável pela série ofensiva Good Omens… Lamentamos o erro e os protestos serão entregues à Amazon quando a campanha for concluída”.

O abaixo-assinado antes, mencionando a Netflix:

Recommended Posts