IBM finaliza compra da Red Hat por US$ 34 bilhões

Agora não tem mais volta: a IBM completou nesta terça-feira (9) a aquisição da Red Hat por US$ 34 bilhões. O

Embora seja frequentemente lembrada por seus softwares de código aberto — com destaque para o Red Hat Enterprise Linux —, a companhia foi comprada pela IBM por ser uma potência em soluções para as nuvens.

Não por acaso, a A IBM confirmou que a recém-adquirida integrará a sua divisão de nuvem híbrida (que combina sistemas locais com as nuvens), mas sem perder a autonomia: a Red Hat seguirá como uma unidade independente, portanto, sua marca e produtos serão mantidos. Os seus softwares baseados em código aberto também serão preservados.

Para quem conhece os bastidores de ambas as companhias, a aquisição não chega a espantar. IBM e Red Hat são parcerias operacionais e de negócios há muitos anos. Não é incomum encontrar servidores baseados em soluções da IBM, mas que rodam o Red Hat Enterprise Linux, por exemplo.

Os US$ 34 bilhões desembolsados pela IBM (US$ 190 por ação) correspondem à maior aquisição já feita pela companhia — e uma das maiores do setor de tecnologia.

Recommended Posts