Match é processado por usar contas falsas para atrair assinantes

O site de relacionamento Match está sendo alvo de um processo nos Estados Unidos por supostamente fazer combinações entre usuários e contas falsas. O serviço, que é mantido pelo mesmo proprietário do Tinder, teria adotado a prática para conseguir novas assinaturas.

A acusação é feita pela Comissão Federal do Comércio (FTC, na sigla em inglês). De acordo com o órgão, o Match obteve 499.691 novas assinaturas entre junho de 2016 e maio de 2018 por meio de e-mails que informavam as pessoas sobre o interesse de terceiros em seus perfis.

Como o Match oferece uma conta gratuita que impede os usuários de verem novas mensagens, é preciso assinar o serviço para descobrir a identidade da outra pessoa.

Quando isso acontecia, o serviço simplesmente informava aos usuários que a suposta pessoa que havia se interessado por eles havia sido banida. Ao pedirem um reembolso, a mensagem era de que não havia nenhuma irregularidade.

Agora, a FTC tenta busca uma compensação financeira aos usuários que foram prejudicados. Segundo as autoridades, o Match permitiu o envio de notificações falsas centenas de milhares de vezes para usuários de sua versão gratuita.

O órgão afirma que, por outro lado, a empresa realizava uma análise mais cuidadosa das combinações de assinantes para garantir que elas eram autênticas.

Segundo o The Verge, o CEO do Match, Hesam Hosseini, afirmou em e-mail para executivos da empresa com contestações ao processo da FTC. Ele teria afirmado que a empresa identifica e neutraliza 95% das contas falsas em até um dia.

Hosseini também teria questionado a denominação da FTC sobre contas fraudulentas. Para ele, o Match não poderia ser responsabilizado, por exemplo, por bots, spam e pessoas que usam a plataforma para vender produtos ou serviços para os usuários.

“A FTC provavelmente fará alegações ultrajantes que ignoram todos os esforços da Mach para priorizar a experiência do cliente, incluindo nossos esforços para combater fraude”, afirmou. “Acredito que a FTC tenha interpretado mal nosso trabalho aqui e pretendemos combater qualquer alegação”.

Match é processado por usar contas falsas para atrair assinantes

Recommended Posts