Microsoft não confirma se oferecerá o Windows para o Boot Camp de Macs com o Apple Silicon

Hoje pela manhã, publicamos uma reportagem com detalhes extras sobre o Rosetta 2 — camada de virtualização que possibilitará a usuários rodarem apps compilados para a arquitetura x86_64, da Intel, nos futuros Macs com Apple Silicon.

Apesar de facilitar bem toda a migração, uma das limitações do novo Rosetta serão apps de virtualização de sistemas operacionais, como o Parallels Desktop e o VMware Fusion. Sendo assim, muitos ficaram na dúvida sobre o futuro do Boot Camp.

Bem, na própria keynote da WWDC20, a Apple deixou claro que esses novos Macs com seus chips poderão virtualizar Linux e Docker, mas nada foi citado sobre o Windows. Agora, a Microsoft falou um pouco com o The Verge sobre a questão.

Um porta-voz da companhia deixou claro que, ao menos por ora, a versão para computadores ARM do Windows 10 só é licenciada pela Microsoft para fabricantes OEM. Ou seja, não há nada definido sobre a possibilidade de essa versão do sistema ser oferecida de forma avulsa para usuários que queiram instalá-la no ambiente Boot Camp dos futuros Macs.

Mas claro, ainda está um tanto cedo para isso ser decidido. Também na keynote, Tim Cook declarou que deveremos ver o primeiro Mac com Apple Silicon sendo lançado até o final do ano, ou seja, Apple e Microsoft ainda terão tempo para discutir essa possibilidade e alinhar seus ponteiros. De qualquer forma, é fato que o Windows 10 para ARM não é exatamente o mesmo Windows que todos conhecemos, até porque a grande maioria dos aplicativos para Windows não roda na arquitetura ARM.

O que a Apple deixou claro em sua apresentação, sim, é que a suíte Office da Microsoft já está sendo devidamente adaptada e recompilada para rodar nativamente nos futuros Macs com Apple Silicon. Quanto a isso, não há com o que consumidores se preocuparem.

Recommended Posts