O que esperar de novidades na WWDC20?

Amanhã, 22 de junho, começará a Worldwide Developers Conference (WWDC) 2020. Trata-se do evento anual da Apple para desenvolvedores, agora em sua 31ª edição — a primeira totalmente virtual/remota, devido é claro à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19).

A WWDC em si ocorrerá durante a semana inteira, até sexta-feira, mas amanhã às 14h (pelo horário de Brasília) teremos uma keynote principal de abertura que é a ocasião na qual a Apple anuncia de fato as grandes novidades para usuários e desenvolvedores. E vocês terão, obviamente, cobertura completa do MacMagazine.

O que esperar de novidades, portanto? Para ajustar as expectativas de todos, fizemos um grande apanhado a seguir.

Novos sistemas operacionais

Essa é a parte óbvia, a que se repete todos os anos e que nem a Apple esconde. Amanhã, conheceremos as novíssimas versões de todos os sistemas operacionais da companhia.

Muito provavelmente veremos o iOS 14, o iPadOS 14 e o tvOS 14, mas há uma dúvida sobre a numeração dos novos macOS e watchOS.

O macOS, que antes se chamava “OS X” e, mais antes ainda, “Mac OS X”, vem usando sub-versões 10.x desde quando foi lançado oficialmente e sucedeu o Mac OS 9, em 2001. Há muitos anos especula-se quando seria a grande hora de vermos um “macOS 11”, e há indícios de que este ano a Apple finalmente “arrumará a casa”. Porém, temos quatro possibilidades aqui:

  • macOS 10.16, seguindo o padrão atual;
  • macOS 11, fazendo a tão aguardada virada de chave para a próxima grande versão;
  • macOS 14, pulando algumas versões e equiparando-se aos outros sistemas;
  • macOS 16, sucedendo o atual e simplesmente tirando o “10.” da frente.

Pessoalmente, eu gostaria que a Apple fosse de “macOS 14” e, com isso, trouxesse o watchOS junto — em vez de termos um watchOS 7, portanto, ele pularia direto para a versão 14 e, a partir deste ano, os cinco sistemas caminhariam juntos numericamente falando. Todavia, acho que o mais provável é vermos um “macOS 16” mesmo.

Tirando essa questão dos números de versões, o mais importante a gente ainda não sabe: quais serão todas as novidades que os sistemas trarão. Claro, muita coisa “vazou” nos últimos meses devido à obtenção de uma compilação interna do iOS 14, mas mesmo assim não sabemos quanto daquilo concretizar-se-á oficialmente — e é bem capaz que ainda não tenhamos visto várias coisas que só serão reveladas de fato amanhã.

E tudo o que vazou é referente ao iOS em si, com algumas pitadas do watchOS — afinal, eles compartilham muitos códigos. Pouco ou nada sabemos sobre novidades de todos os outros sistemas.

Há, ainda, um rumor questionável sobre a possibilidade da Apple renomear o iOS para “iPhoneOS”, meio que trazendo de volta o nome que tinha até a sua versão 3.0. Como ela de fato desmembrou o sistema de iPads, no ano passado, faria sentido que todos eles indicassem o produto ao qual são destinados. Ainda temos os iPods touch, né, mas não sabemos até quando.

Transição Intel » ARM

Também já é praticamente um consenso entre rumores de que a Apple aproveitará essa WWDC para confirmar um rumor de anos: a transição de processadores Intel para chips ARM próprios, criados por ela, na linha de Macs.

A14
📷 9to5Mac

O mais provável é que o assunto seja um dos grandes tópicos da keynote de amanhã, com Tim Cook e a equipe de engenharia de hardware da Apple explicando o porquê da decisão, quais benefícios usuários e desenvolvedores poderão esperar disso e provavelmente alguns detalhes como tudo se sucederá.

O que *não* devemos esperar é o anúncio imediato do primeiro Mac com chip ARM amanhã. Tal como ocorreu em 2005-06, quando a Apple migrou dos processadores PowerPC para os da Intel, todo esse processo deverá levar um bom tempo até ser concluído. A ideia, com o possível anúncio de amanhã, é apresentar o projeto ao mundo e dar tempo para que desenvolvedores façam as devidas adaptações dos seus apps para a nova arquitetura. Por isso mesmo, a WWDC é o melhor momento para um anúncio do tipo.

Segundo uma reportagem que publicamos agora há pouco, o primeiro Mac equipado com um chip próprio da Apple poderá ser o MacBook Pro de 13″. O analista Ming-Chi Kuo, contudo, acredita que ele só chegará ao mercado no finalzinho de 2020.

Novos hardwares

A WWDC é, tradicionalmente, um evento para desenvolvedores de software e, portanto, nem sempre traz novidades de hardware. Há, porém, uma série de produtos aguardados para breve que poderiam ser lançados no evento de amanhã.

Entre eles, estão os rumorados rastreadores “AirTags”, os fones de ouvido “AirPods Studio”, uma atualização para a linha iMac, um “HomePod mini”, uma nova geração da Apple TV e outros — até mesmo o AirPower ainda está em pauta!

Um produto que não citei acima é o MacBook Pro de 16 polegadas, e para mim ele está agora totalmente fora de cogitação porque acabou de ganhar uma nova configuração de GPU mais parruda. Se a Apple fosse de fato atualizá-lo em breve, deixaria para incluir essa nova GPU junto do restante do upgrade.

Todavia, já correm informações “de última hora” indicando que, de fato, não teremos nenhuma novidade de hardware sendo anunciada amanhã.

Parece que qualquer hardware possível foi descartado para a WWDC amanhã 🤔 Pode estar errado sobre isso. Adoraria estar errado! Ficarei surpreso com todos vocês, de qualquer maneira!

Eu tinha duas fontes me dizendo que não haverá hardware para a WWDC amanhã. Eles não estão em equipes relacionadas à WWDC, mas ouviram isso através da “videira Apple”. Eu levaria isso com cautela, mas achei que valeria a pena mencionar.

Isso não significa que todos os produtos supracitados não serão lançados/atualizados em breve. A Apple pode fazer isso quando bem entender, até mesmo 1-2 semanas depois da WWDC se quiser.

Uma reportagem de ontem da Bloomberg1 reitera essas expectativas de novos hardwares chegando este ano, mas não exatamente amanhã. Mark Gurman cita uma nova Apple TV com chip A12 ou A12X Bionic e mais armazenamento interno, uma versão menor e mais barata do HomePod e também os futuros Macs com chips ARM.

O que realmente não teremos

Para quem acompanha as notícias do mundo Apple diariamente e entende bem o cronograma de lançamentos da empresa, é fácil saber, por exemplo, que não ouviremos absolutamente nada sobre a linha “iPhone 12” no evento de amanhã.

Os iPhones há muitos anos são atualizados em setembro/outubro, e normalmente inclusive chegam ao mercado junto do lançamento oficial de novas versões do iOS. Ou seja, não esperem nada sobre eles amanhã — e também nada sobre o “Apple Watch Series 6”, que costuma ser lançado junto aos novos iPhones.

É importante, também, esclarecer isso sobre o lançamento oficial do iOS e dos outros sistemas. Quando a Apple faz essa apresentação das novas versões na WWDC, o normal é ela no mesmo dia liberar a primeira Developer Beta de todos eles e, a partir daí, iniciar uma fase de testes (que posteriormente é também aberta para membros do Apple Beta Software Program) a qual dura alguns bons meses.

Também há uma série de outros rumores que temos acompanhado há tempos que não são aguardados para a WWDC20, incluindo óculos de realidade aumentada/virtual (chamados de “Apple Glass”), o projeto de direção autônoma da Apple (internamente conhecido como “Projeto Titan”), entre outros. Esses ficarão mais para frente.

·   •   ·

E aí, animados para essa WWDC? 😉

Recommended Posts