Retorno da MLB terá ajuda da Apple, do Google e da Sony

Nesta semana, a Major League Baseball (MLB), principal liga americana de beisebol, anunciou o reinício da temporada regular de 2020 entre os dias 23 e 24 de julho. Devido à pandemia do novo Coronavírus (COVID-19), foi aprovada uma temporada regular alternativa, reduzida.

Mesmo com o retorno das partidas, nem tudo voltará a ser como antes. Nesse sentido, a MLB criou um protocolo de segurança que proíbe a exibição dos jogos em bares, restaurantes e clubes; além disso, as disputas acontecerão sem público nos estádios.

Justamente por isso, a MLB recorreu à Apple, ao Google e à Sony para tornar esse retorno mais interativo. A liga aproveitou sua parceria com a Maçã, criada em 2016, para distribuir iPads para cada time, a fim de que a equipe técnica e os jogadores analisem performances e criem relatórios de observação. As informações são da CNBC.

Já a gigante de Mountain View fornecerá a todas as equipes uma assinatura do Google Cloud para executar o sistema de rastreamento de estatísticas da MLB, o Statcast, fornecendo infraestrutura digital para todas as atividades — desde sites de equipes a vendas de ingressos online.

A Sony, por sua vez, fornecerá o recurso mais curioso de todos: sons artificiais, que podem ser captados pelas transmissões, para simular a experiência de torcedores.

Os Mets estão lançando barulho falso da multidão no Citi Field hoje, como planejam fazer durante a temporada regular.
Julgue por si mesmo (aumente o áudio).

A Sony disponibilizou 75 amostras de sons de multidões em seu game da MLB. A liga fornecerá às equipes um iPad com as amostras que serão controladas por um técnico de áudio durante os jogos.

No primeiro jogo, o Washington Nationals (campeão da World Series) enfrentará os New York Yankees às 19h (horário local), seguido por Los Angeles Dodgers contra os San Francisco Giants, às 22h.

via 9to5Mac

Recommended Posts