Surpresa, surpresa: vidro dobrável do Galaxy Z Flip não é exatamente vidro

Na última semana, a Samsung atraiu para si todos os holofotes da imprensa tecnológica com seus grandes lançamentos para 2020: além da nova linha flagship do Galaxy S20, a gigante sul-coreana apresentou também o Galaxy Z Flip, sua segunda tentativa na construção de um aparelho dobrável — a primeira, o Galaxy Fold, teve lá sua boa dose de problemas nos seus primeiros meses de existência.

Dentre as várias novidades pensadas pela Samsung para o Galaxy Z Flip, uma chamou a atenção: de acordo com a fabricante, o aparelho seria o primeiro smartphone dobrável com uma tela de vidro. Isso, claro, deixou muita gente encucada: como bem se sabe, vidro é um material rígido, que, se dobrado, quebra imediatamente — teria a sul-coreana, portanto, encontrado a solução para desafiar as leis da Física? Bom… aparentemente não.

O YouTuber Zack Nelson, do canal JerryRigEverything, pôs as mãos em um exemplar do Galaxy Z Flip e realizou no pobre aparelho os seus testes usuais de resistência, queimando, entortando e riscando o dispositivo de todas as formas possíveis e imagináveis. Mais importante aqui, entretanto, é notar a superfície da tela do Z Flip — que deveria ser de vidro, mas se parece muito mais com plástico (como em todos os aparelhos dobráveis existentes).

Como é possível ver no vídeo acima, a superfície interna do aparelho fica marcada até mesmo com a unha de Nelson — coisa que obviamente não acontece com vidro, e sim com plástico. O YouTuber especulou que a Samsung esteja chamando de “vidro” um material plástico que contenha algumas partículas de vidro na mistura; outros internautas sugeriram, no Twitter e no Reddit, que as marcas vistas no vídeo são somente na camada protetiva superior do aparelho, e que o vidro (que estaria embaixo dela) estaria protegido.

De uma forma ou de outra, convenhamos, a situação não é lá muito elegante para o lado da Samsung. Como notou o próprio Nelson, se a fabricante anuncia um aparelho com “tela de vidro”, os consumidores esperam receber os benefícios e as características do vidro, não de qualquer outro material.

A sul-coreana ainda não se pronunciou sobre a polêmica — ou seja, por enquanto, continuamos no escuro sem saber se o vidro deles realmente é vidro. Acompanhemos.

via The Verge

Recommended Posts