Veja como uma pessoa com deficiência visual usa o iPhone

Há alguns dias, a Apple compartilhou histórias de como algumas pessoas com deficiência utilizam produtos da empresa para realizar suas tarefas — tudo por conta da comemoração dos 30 anos da Lei dos Americanos Portadores de Deficiência (Americans with Disabilities Act, ou ADA).

Comemorando a data, o TechCrunch fez um apanhado sobre acessibilidade no mundo de tecnologia e conversou com algumas pessoas da área — entre elas, executivos de grandes empresas. Falando especificamente da Apple, a entrevistada foi Sarah Herrlinger, diretora de política global de acessibilidade.

Eis o que ela disse sobre o assunto:

É fundamentalmente sobre cultura. Desde o início, a Apple sempre acreditou que acessibilidade é um direito humano e esse valor central ainda é evidente em tudo o que projetamos hoje.

O impacto histórico do iPhone como principal produto de consumo está bem documentado. O que é menos compreendido é como o iPhone e outros produtos nossos estão mudando comunidades com deficiência. Com o tempo, o iPhone se tornou o dispositivo auxiliar mais poderoso e popular de todos os tempos. Ele quebrou o modelo do pensamento antigo, pois mostrou que a acessibilidade poderia de fato ser perfeitamente integrada a um dispositivo que todas as pessoas podem usar universalmente.

[…] Representação e inclusão são críticos. Acreditamos no mantra de muitas comunidades de pessoas com deficiência: “Nada sobre nós sem nós.” Iniciamos uma equipe dedicada de acessibilidade em 1985, mas, como tudo em inclusão, acessibilidade deve ser o trabalho de todos na Apple.

Poderia ser um discurso da boca para fora de uma executiva que está simplesmente defendendo a sua empresa. Mas não é. De fato, acessibilidade é um tema central na Apple e é simplesmente incrível ver como pessoas com deficiência visual, por exemplo, conseguem usar o aparelho sem dificuldade.

O vídeo publicado por Kristy Viers mostra o trabalho da Apple em sua plenitude:

Eu pensei em compartilhar como eu, sendo uma pessoa com deficiência visual, uso meu iPhone. 😊

A velocidade com que ela interage com o aparelho usando o recurso VoiceOver — e até mesmo digita num teclado em braille, o qual eu não fazia ideia que existia — é de cair o queixo.


iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

iPhone 11 Pro e 11 Pro Max

de Apple

Preço à vista: a partir de R$6.299,10
Preço parcelado: em até 12x de R$583,25
Cores: cinza-espacial, prateada, verde meia-noite e dourada
Capacidades: 64GB, 256GB ou 512GB
Lançamento: setembro de 2019


iPhone 11

iPhone 11

de Apple

Preço à vista: a partir de R$4.499,10
Preço parcelado: em até 12x de R$416,58
Cores: branca, preta, verde, amarela, roxo e (PRODUCT)RED
Capacidades: 64GB, 128GB ou 256GB
Lançamento: setembro de 2019

Recommended Posts