Waze poderá expandir alertas de áreas de risco para mais cidades

O Waze conta com 130 milhões de usuários, sendo 10 milhões somente no Brasil, e é um dos principais aplicativos de navegação do mundo. Para manter sua posição, o serviço trabalha em novidades, como a expansão dos alertas de áreas de risco para mais usuários.

Hoje, o recurso está disponível somente em Israel, onde o aplicativo foi criado, e no Rio de Janeiro. Por meio dele, a plataforma evita sugerir rotas que passem por regiões com altos níveis de criminalidade e alerta motoristas que decidirem circular nessas áreas.

O serviço classifica como área de risco as regiões com altas taxas de homicídio, assaltos violentos com armas de fogo e roubos de carro. Em entrevista ao Tecnoblog, o chefe de produto do Waze, Rapha Cohen, afirmou que a exibição dos avisos para mais usuários está nos planos para o aplicativo.

“Os alertas sobre áreas de risco tem sido um dos recursos mais solicitados pelos usuários do Waze”, revelou Cohen. “Sendo assim, notamos a necessidade de fornecer as informações em tempo real no aplicativo, a fim de aumentar a conscientização sobre o que está acontecendo na estrada e promover segurança para todos”.

De acordo com o executivo, o Waze tem feito parcerias com órgãos governamentais e outras instituições para oferecer este recurso.

Waze quer ser mais transparente sobre mudanças de rotas

Além de levar os alertas a mais usuários, o Waze deseja explicar melhor o que o faz sugerir uma rota ou mudar o trajeto que já havia sido definido. O app deverá destacar com mais clareza que o caminho foi modificado por conta de um acidente, chuva ou um jogo de futebol na região, por exemplo.

Segundo Cohen, o serviço deverá adotar mudanças porque, muitas vezes, os motoristas não acreditam na sugestão e acham que ela não faz sentido. “Se queremos que nossos usuários economizem tempo e estresse na estrada, precisamos garantir que eles confiem que o Waze está tomando a melhor decisão por eles”.

Com informações: Google.

Waze poderá expandir alertas de áreas de risco para mais cidades

Recommended Posts